A Reunião do Juízo Final


Primeiro, somos convocados para discutir o espirro do presidente da Diretoria Administrativa. Depois, somos convocados para discutir o peteleco do presidente do Conselho Deliberativo. 

Enquanto isso, um empréstimo de 20 milhões autorizado patina artisticamente em torno da pista de gelo quebradiço e não se paga salário algum desde o primeiro semestre. Lógico, construindo a falsa premissa de que o passado (com nome e sobrenome) inviabiliza o clube. 

Como aqui há posição, ao contrário de ambientes paridos na chapa vencedora, vamos a mais esta discussão inócua defendendo grandeza. Não em nome das pessoas que tomaram posse dos diversos penduricalhos do clube, ou daquelas que posam de vítimas de um golpe que, se existiu, ocorreu dentro da própria costura. Mas em nome do Vasco.

Sim, o Vasco não merece, sobretudo na situação em que se encontra, sequer acender as luzes da sua sede Náutica para abrigar mais uma patacoada pessoal e interna à chapa vencedora, seus mentores e omissos. Vamos lá dizer aos senhores presidentes e agregados que já deu: brincar com uma Instituição de 121 anos não vai prosperar. 

A reunião da próxima quinta-feira, chamada pelo presidente da Diretoria Administrativa, é mais uma baixeza nascida da era pós-Eurico quando, garantiam eles, tudo se acertaria. Bem se viu.

Preparem-se para ver de tudo o que jamais se assistiu por lá enquanto o “mal” esteve presente: voadoras, dedo no olho, cuspidelas e puxões de cabelo. A reunião do Juízo Final. A reunião do fim do juizo.

Só não contem conosco para engrossar o caldo do desrespeito ao clube e, no pagar das contas, aos mandatos conferidos a esta gente pelo quadro social em 2017.

Grupo CASACA!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *